quinta-feira, junho 13, 2024
HomeCidadesS.J. Rio PretoHCM de Rio Preto tem superlotação na UTI e na enfermaria

HCM de Rio Preto tem superlotação na UTI e na enfermaria

Participe de nossa comunidade
Entre em nossa comunidade
- Advertisement - vezes

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de São José do Rio Preto (SP) atingiu 105% de ocupação. Para diminuir a lotação, a unidade adotou um plano de contingência com a criação de mais 10 leitos em caráter emergencial.

No setor da enfermaria a realidade é semelhante. A taxa de ocupação nos últimos dias é de 90%. O índice de hospitalização por complicações virais em abril, tem como grande incidência Influenza e vírus Sincicial Respiratório.

A instituição tem 252 leitos, sendo 142 de enfermaria pediátricos e obstétricos, 88 leitos de UTI e 12 da Unidade Canguru. O centro cirúrgico conta com seis salas para os procedimentos de alta complexidade. Já no centro obstétrico são quatro salas cirúrgicas.

Em entrevista à TV TEM, o diretor administrativo do HCM, Antônio Soares de Souza, explica que a situação deve ficar pior por conta do período de estiagem. “A tendência é que, nos próximos meses até começo de julho, o número de casos de síndromes respiratórias graves aumente.”

Situação que já faz parte do cotidiano dos médicos, principalmente nesta época. A umidade do ar fica muito baixa e consequentemente a circulação dos vírus é maior.

“Nós fazemos um trabalho para que esses pacientes da UTI possam ir para a enfermaria e outros possam ser atendidos”, finaliza.




Leia mais

Mais lidas